Agora é possível corrigir dados no pedido do auxílio emergencial

quinta-feira, 20 ago

O Ministério da Cidadania divulgou uma nota nesta quarta-feira (22) na qual informou que o governo não poderá antecipar o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial (saiba mais sobre o auxílio aqui).

O pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial estava previsto para começar no dia 27, conforme calendário inicial divulgado. Porém, na última segunda (20), a Caixa Econômica Federal organizou uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto para anunciar a antecipação para esta quinta (23).

Segundo o Ministério da Cidadania, no entanto, como muitas pessoas sequer receberam a primeira parcela, seria necessária a abertura de crédito suplementar para garantir a antecipação da segunda parcela, além do pagamento da primeira.

Dessa forma, o pagamento foi adiado para o início de maio, ainda sem data definida.

Os beneficiários do Bolsa Família, contudo, seguirão o cronograma de pagamento previsto para o programa, conforme o algarismo final do Número de Identificação Social (NIS). De acordo com o calendário anunciado em 7 de abril, as próximas parcelas serão pagas em:

  • segunda parcela: nos últimos dez dias úteis de maio;
  • terceira parcela: nos últimos dez dias úteis de junho.

Veja aqui o calendário completo de pagamento.

Casos em análise

O presidente da Caixa disse ainda que os informais e os integrantes do CadÚnico que ainda não tiveram a solicitação do benefício aprovada – ou seja, não receberam nenhuma parcela – e forem aprovados depois do calendário de pagamento da segunda parcela poderão receber dois auxílios de uma única vez.

Reanálise

O vice-presidente da Caixa, Paulo Henrique Angelo, afirmou que pessoas do CadÚnico que tiverem a solicitação de auxílio negada poderão pedir uma reanálise dos dados.

“Se você [integrante do CadÚnico] está com um status de não aprovado, mas discorda dessa informação, entende que tem o direito, nós liberamos a possibilidade de fazer o cadastro no aplicativo ou no site. Será possível realizar o cadastro das informações, a Caixa vai remeter as informações para a Dataprev, que fará uma nova avaliação”, disse o vice-presidente da Caixa.

Veja também as dúvidas mais frequentes sobre o Auxílio Emergencial nesse post.

Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/04/22/apos-ter-anunciado-governo-diz-agora-que-nao-podera-antecipar-2a-parcela-do-auxilio-de-r-600.ghtml

Compartilhe

0 comentários

Publicações relacionadas